Tosse

Tosse alérgica em crianças exige cuidado especial e pode ser fatal

Tosse alérgica em crianças exige cuidado especial e pode ser fatal

Edema de glote é o risco mais grave no caso de tosses provenientes de alergias

Confundir tosse alérgica com as tosses comuns pode ser fatal para as crianças. A tosse alérgica é uma reação do organismo aos agentes alergênicos externos e, na infância, quando não tratada corretamente e a tempo, pode desencadear uma laringite com edema de glote e levar, inclusive, à morte. Esse é o alerta que faz o Dr. Jamal Azzam, médico otorrinolaringologista pelo Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo e diretor da “Clínica Jamal”, ao falar sobre o perigo da obstrução da glote, que é o principal estreitamento da entrada de ar para os pulmões. Ele também comenta que a alta incidência de tosse alérgica em crianças está relacionada aos hábitos da saúde e à rotina.

As crianças de hoje estão mais expostas a inúmeros estímulos que podem desencadear alergias, sejam eles respiratórios ou alimentares. “Frequentemente estão em creches, se alimentam fora de casa, ou adoram comida fast food. Diferente de antigamente, quando ficavam mais tempo dentro de casa, até alcançarem uma idade em que o sistema imunológico estivesse mais maduro e resistente”. Poeira, ar condicionado sem manutenção adequada, umidade, mofo, ou novos corantes e estabilizantes que fazem parte da alimentação, também estão entre os exemplos de situações que podem desencadear as tosses alérgicas.

Tosses corriqueiras podem ser alérgicas. É importante saber identificar

É essencial identificar se a tosse é ou não alérgica. Para algumas pessoas, as tosses podem se tornar tão corriqueiras que a convivência com o sintoma já se torna comum e ele deixa de ser percebido. “Existem casos em que o paciente mantém o processo alérgico durante muito tempo e a tosse se torna crônica. Por isso, cabe a nós, médicos, questionar e detectar esse sintoma e ajudar o paciente a identificar e tratar a situação”.

Segundo o Dr. Jamal, geralmente a tosse alérgica está acompanhada a outros sintomas e sinais de alergia do indivíduo. “Rinite alérgica, dermatite atópica, urticária, ou outros fatores claramente alérgicos podem sugerir que a tosse também seja alérgica”, explica. Nesses casos, a atenção deve ser redobrada, assim como os cuidados com os hábitos alimentares e de higiene dos ambientes respiratórios nos quais o indivíduo convive mais tempo.

Primeiro passo é tratar origem da tosse alérgica. Xaropes são essenciais

“O tratamento da tosse alérgica consiste primeiramente em bloquear a origem do que desencadeia o processo alérgico”. O especialista ressalta que, após isso, os xaropes são recomendados muitas vezes como único tratamento medicamentoso, nos casos em que a tosse é irritativa e alérgica, ou como coadjuvantes em tratamentos de doenças mais graves. Como alternativa para as crianças, o médico considera uma boa opção o tratamento homeopático, por não ter efeitos colaterais indesejáveis. “O acompanhamento da evolução da tosse é fundamental e a ausência de efeitos adversos da medicação homeopática traz muita segurança e conforto ao médico para sua prescrição, independentemente da idade do paciente”, afirma.

Dourados Agora

Sobre o autor

Dr. Jamal Azzam

Dr. Jamal Azzam

Jamal Sobhi Azzam é médico formado pela Faculdade de Medicina da USP em 1986 e especialista em Otorrinolaringologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Deixar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.