Amígdalas e adenoide

Tamanho das amígdalas: um verdadeiro problema?

Tamanho das amígdalas: um verdadeiro problema?

As amígdalas são órgãos de proteção para a criança muito pequena. À medida em que cresce, vários outros órgãos começam a produzir anticorpos e as amígdalas permanecem então como resquício anatômico.

As principais alterações que o tamanho das amígdalas pode gerar são:

• obstrução respiratória alta, levando a roncos noturnos e até apnéia do sono.
• dificuldade para engolir alimentos sólidos, situação na qual tipicamente as crianças mastigam, mastigam, mastigam o bifinho e depois cospem. Geralmente as mães nem desconfiam que é um desconforto tão grande engolir, pois irá traumatizar as amígdalas, sendo mais fácil cuspir.
• incômodo pelo tamanho, no caso de amígdalas muito grandes. O paciente sente algo na garganta toda vez que vai engolir, inclusive saliva mesmo.
• caseum, situação na qual as amígdalas grandes predispõe a abertura dos poros naturais das amígdalas, ficando então mais dilatados que o normal.

Então, existe a retenção de restos de alimentos, formando uma massinha branca, que incomoda muito e dá mau hálito.

Abaixo uma imagem, somente para dar idéia do tamanho das amígdalas.

Sempre vale a orientação: na dúvida, consulte um otorrinolaringologista!

Amígdalas

Categorias

Sobre o autor

Dr. Jamal Azzam

Dr. Jamal Azzam

Jamal Sobhi Azzam é médico formado pela Faculdade de Medicina da USP em 1986 e especialista em Otorrinolaringologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Deixar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.