Garganta

Conheça os amigos e inimigos da voz

Conheça os amigos e inimigos da voz

Veja quais são os cuidados necessários para manter sua voz saudável

Você já deve ter ouvido falar que mel faz bem para a garganta ou então que maçã é um santo remédio para a rouquidão. Essas e muitas outras dicas caseiras sempre são compartilhadas entre amigos e familiares. O otorrinolaringologista Dr. Jamal Azzam comentará sobre esses mitos e verdades, dando dicas para que sua voz continue sempre em boas condições.

O doutor deixa um alerta para os profissionais que usam a fala como principal instrumento de trabalho e precisam de cuidado redobrado. Algumas das profissões mais susceptíveis são: professores, que usam a voz nas salas de aula, operadores de call center, que precisam falar durante o dia todo, e vendedores, que utilizam a voz para garantir seus negócios.

A maioria dos problemas na voz se manifesta com uma rouquidão. “Problemas de voz que durem mais de 10 dias devem ser pesquisados imediatamente com um médico otorrinolaringologista”, orienta o Dr. Jamal.

Vamos entender como a voz funciona: ela é emitida devido a movimentação de duas cordas vocais (mais corretamente chamadas de pregas vocais), que são dois pequenos músculos recobertos por um revestimento muito fino. O cérebro comanda os movimentos das pregas vocais de modo voluntário, o que pode levar a um esforço vocal intenso e repetitivo das pregas, causando lesões.

O modo como ocorrem as lesões pode ser comparado à formação de um calo nos pés. Um sapato apertado comprime um ponto de maior pressão onde ele toca. Quando essa situação se repete diversas vezes, isso causa uma inflamação e cicatrização, que é o calo. Nas pregas vocais, o processo é bem semelhante: um trauma forte e repetido nas pregas vocais causa lesões, levando à formação de nódulos, pólipos e outras complicações.

Amigos da voz:

• Água: Tome muita água para manter o corpo hidratado;
      Meia hora antes de quaisquer esforços vocais programados, tomar 2 a 3 copos de água;
      Durante o esforço vocal, tomar água aos poucos, mantendo sempre a garganta hidratada
• Maçã: Proporciona limpeza natural da garganta
• Atividade física: Exercícios físicos regulares mantêm o tônus muscular sempre em dia e ajuda na emissão da coluna de ar para a formação da voz (respiração abdominal)
• Relaxar: Uma musculatura do corpo todo relaxada sempre ajuda muito; Períodos de relaxamento do pescoço e da garganta contribuem na recuperação da musculatura
• Bocejar: Períodos de repouso vocal são importantes nos intervalos. Boceje, espreguice!!!
• Exercícios de aquecimento da voz (exemplos):
      • TRRRRRRRRR (variando tonalidade)
      • MMMMMMMMMM (até sentir os lábios formigarem)
      • BRRRRRRRRRRRRRRRRRR (como se estivesse com frio)
      • Abrir e fechar a boca
      • Tirar para fora e movimentar a língua
      • Massagear o pescoço
      • Fazer caretas

Inimigos da voz:

• Forçar a voz
• Refluxo ácido do estômago
• Gritar
• Pigarrear
• Roupas apertas no pescoço e/ou abdômen
• Tensão muscular ou emocional
• Cigarro
• Ar condicionado
• Mudanças bruscas de temperatura
• Ambientes com poluição ambiental
• Bebidas gasosas ou alcoólicas
• Alimentos muito gelados
• Sprays e pastilhas
• Gargarejo com vinagre e/ou limão

Viva Melhor

Sobre o autor

Dr. Jamal Azzam

Dr. Jamal Azzam

Jamal Sobhi Azzam é médico formado pela Faculdade de Medicina da USP em 1986 e especialista em Otorrinolaringologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Deixar um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.